segunda-feira, Agosto 22, 2005

O Prof. Robert A. Moog Deixou-nos




















Morreu ontem o Prof. Robert A. Moog (23/05/34 - 21/08/05), o inventor e proprietário da empresa dos famosos sintetizadores Moog, o primeiro sintetizador a ser comercializado.

Robert Moog estudou piano quando era criança mas não seguiu a carreira de músico. A sua curiosidade levou-o a querer construir as teclas em vez de as tocar.

Aos catorze anos já tinha criado o seu primeiro teclado electrónico. Em 1961 publicou o seu primeiro artigo em que ensinava como fazer um desses instrumentos. Ao vender mais de mil desses artigos, que incluiam os componentes electrónicos para os seus leitores serem bem sucedidos, decidiu que, em vez de trabalhar para um dos grandes centros de investigação, iria tentar iniciar a sua própria marca. Assim nasceu a Moog.
Ele licenciou-se em Engenharia Electrotécnica e fez um Doutoramento em Física na Universidade Cornell.

"Switched-On Bach", por Wendy Carlos, foi o primeiro "hit" utilizando apenas um Moog, propositadamente construído para essa obra. Foi também vencedor de diversos Grammys.

Wendy Carlos foi a primeira a "lançar" o Moog mas não tardaram outros músicos a abraçar os produtos do homem que foi acusado, por algumas mentes conservadoras, como um revolucionário desmiolado que pretendia, com as suas invenções, destruir a "verdadeira" música. Na lista dos primeiros utilizadores de Moog(s) contam-se Stevie Wonder, Keith Emerson (Emerson, Lake & Palmer), Rick Wakeman (Yes), os Beatles,...E se querem um exemplo de uma banda actual que usa e abusa da utilização de teclas Moog, pensem nos Stereolab.
















Estúdio de Wendy Carlos em 1968 para a gravação de "Switched on Bach" e Wendy Carlos com um amigo (fonte das fotos: sítio de Wendy Carlos )
-------------------------

Fonte das fotos de Robert Moog: Moog Archives

Stones On The Road (Outra Vez)

No primeiro concerto da digressão, além de alguém que caiu e partiu muitos ossos, os Rolling Stones tocaram isto (mas deixaram em casa um novo tema anti-Bush e novos-conservadores, "Sweet Neo Con"):


Start Me Up
You Got Me Rocking
Shattered
Tumbling Dice
Rough Justice
Back Of My Hand
Beast Of Burden
She's So Cold
Heartbreaker
Night Time
The Worst
Infamy
Miss You
Oh No, Not You Again
Satisfaction
Honky Tonk Women
Out Of Control
Sympathy For The Devil
Jumping Jack Flash
Brown Sugar
You Can't Always Get What You Want
It's Only Rock'n Roll


Links:

Boston Globe fala do primeiro concerto da digressão

Arte Rock

Há muito que, lá fora, os posters de concertos e de bandas são uma arte. Arte para venda.

T H E C O L O R B A R S



Mais uma maravilhosa banda pop com tenda montada em Nova Iorque. Eles chamam-se COLOR BARS e o EP de estreia deixa-nos a salivar por mais. Podem comprá-lo aqui ou aqui.

Ouçam-nos em:

"All Your Kitchen Ghosts"

"Eliza"

às 6 da tarde

Ouvir "Party Fears Two", pelos Associates, às 6:10 da tarde numa rádio comercial, em Lisboa, seria impossível se não houvesse a Radar. Obrigado!

sexta-feira, Agosto 19, 2005

Conselho de Verão de José

"Stay in the Shade" por José González.

Suspeito que temos mais um génio para a lista.


E de "Veneer", o disco de estreia, pode-se ainda ouvir:

"Crosses"

Rolling Stones e Parque Mayer

Alguém me sabe dizer se a gigantesca estrutura à Gehry, utilizada na digressão dos Rolling Stones, foi algum projecto rejeitado para o futuro Parque Mayer?

Do They Know It´s Halloween?



E se Beck, Sum 41, The Arcade Fire, Sonic Youth, Yeah Yeah Yeahs, Sloan, Peaches, Feist,
Devendra Banhart, Wolf Parade, Postal Service, Buck 65, David Cross, Malcolm McLaren, Elvira,
Gino Washington, Roky Erickson, e os Sparks se juntassem e gravassem um single de beneficiência para a UNICEF? Era capaz de dar nisto.





Letra e ordem de chegada no tema (para ler, clicar em cima da imagem para ampliar ou ver no próprio site da editora):

Quero Ser Assim Quando For Pequenino


Ao olhar para as Smoosh pensamos:"Mais um projecto de crianças para crianças." No entanto, quando ouvimos as garotas, Chloe, de 11 anos, baterista, e Asya, de 13 anos, encarregue pelos teclados (toca desde os 6) e voz, sabemos que não se trata disso. Não fosse suficiente sabermos que têm dado concertos em sítios como a Knitting Factory, e abriram para o Sufjan Stevens na Bowery Ballroom, em Nova Iorque, podiamos adicionar a isso, para não ficarem quaisquer dúvidas, que também já foram banda suporte dos Pearl Jam, Dub Narcotic Soundsystem e Death Cab for Cutie, e que o professor de bateria de Chloe, na Seattle Drum School, é precisamente Jason McGerr (baterista dos Death Cab For Cutie).

A NME chegou a o ponto de dizer que as meninas são "the hottest new band in the US underground"".

"She like Electric
", o disco de estreia, tem sido muito bem recebido pela crítica e, em 2004, foi escolhido por alguns como um dos discos do ano.

E os pais delas são rockers ou sanguessugas? Parece que nem uma coisa nem outra, segundo a entrevista no Seattle Times. São apenas pessoas que querem ver os seus rebentos felizes, como todos os outros pais "normais". A mãe, Maria, é médica e o pai, Mike, tem um PhD em Farmacologia.


Links:

"Massive Cure"
pelas Smoosh

"It´s Cold" pelas Smoosh no Myspace

Smoosh na National Public Radio (ouçam a entrevista porque vale a pena)


Smoosh na Wikipedia

quinta-feira, Agosto 18, 2005

Bloghead

Thom Yorke (Radiohead) também bloga.

CYHSY

Pois é, para o ano, por esta altura, toda a gente andará com a boca cheia de Clap Your Hands Say Yeah isto, Clap Your Hands Say Yeah aquilo... Mas, com estes dias, uma casinha em cima do gelo dava muito jeito. Lá isso dava.

É o Wonkalo da Moda







Links:

Charlie and the Chocolate Factory (2005)

Willy Wonka and the Chocolate Factory (1971)

Take Me To The River

O "River" dos Longwave, que já abriram para os Doves e Spoon.

Mais:

"Tidal Wave" Vídeo

"Wake Me When It´s Over" Vídeo

"Everywhere You Turn" Vídeo

Nota: No site da banda, na secção "media", há diversos formatos para estes vídeos.

Hey...Ho

Let´s OK GO. Em "repeat", um milhão de vezes.

O Homem em 2 (ou 3 minutos)

Há que ter orgulho em pertencermos à espécie "mais" inteligente no planeta Terra.

quarta-feira, Agosto 17, 2005

Sentença de Morte

Para quem não viu a "Única", do Expresso, do último sábado, há uma fantástica fotografia que foi tirada num canil municipal e era a capa e uma das que acompanhava um artigo, "no Fim da Linha", sobre os cães e gatos que são abandonados no Verão. Por coincidência, segundo o editor da revista, a Clara Ferreira Alves escreveu, na sua Pluma Caprichosa, um fantástico artigo, "Das Pessoas e dos Cães", sobre os animais e os velhos que são abandonados chegando ao Verão.

Quanto a mim, a foto merecia um prémio. Reparem, nos três animais que se vislumbram. Os dois primeiros são imagens chapadas de tristeza e desalento. O terceiro é, sem dúvida, o retrato do cão jovem e ingénuo, sem saber o que o espera . Provavelmente, o que os espera, é a morte ao pontapé, "mocada" ou outra "arte" praticada em alguns desses canis municipais. Sim, porque a morte por injecção letal é um luxo.

Segue, amanhã, o nome do fotógrafo que tirou a foto para esta reportagem que ainda podem ler no Expresso à venda.

Ainda bem que houve o bom senso de, a seguir a esta reportagem na "Única", não ter havido um artigo sobre um "pobre" toureiro que ao cortar uma orelha levou uma valente cornada de uma "coisa".

sexta-feira, Agosto 12, 2005

Já Cá Está



O Verão está há algum tempo mas, ainda assim, os Corduroy Utd. cantam, em exclusivo e em directo, com o apoio do sabão com cheiro a avó, "Here Comes The Summer" e mais um extra, "Divine Roadtrip".

A Revolta dos Pixeis


John Vanderslice, vai lançar um novo disco, "The Pixel Revolt", que sai a 23 deste mês.

Ele é um artista que aconselho a seguir e a ouvir.

Duas amostras do novo disco:

Exodus Damage

Trance Manual

E mais, muitos mais, temas por este artista aqui.

quinta-feira, Agosto 11, 2005

Associados





Finalmente, a edição remasterizada da estreia dos Associates e com mais quatro temas.

A Sire Thing


1966-2006 = 40 = a 40 anos da Sire Records que foi fundada por Seymour Stein (ex-Billboard) e Richard Gottehrer. E o que seria quarenta anos sem uma caixinha comemorativa e um dvd?

Nem todos os anos se faz quarenta anos, não é? Apesar de só em 2006 esses 40 anos acontecerem, é já em Setembro deste ano que vai ser lançada "Just Say Sire: The Sire Records Story".

Para os gulosos, o contéudo dos discos e do dvd é:

Disco Um:

"Everybody" - Madonna
"Mirror in the Bathroom" - The Beat
"Kiss Me" - Stephen Tin Tin Duffy
"Oh L'Amour" - Erasure
"Tainted Love " - Soft Cell
"Situation (Remix)" - Yazzoo
"People Are People " - Depeche Mode
"Living on the Ceiling" - Blancmange
"That Summer Feeling" - Jonathan Richman
"Young at Heart" - Bluebells
"One Step Beyond" - Madness
"Genius of Love" - Tom Tom Club
"Im Nin'alu" - Ofra Haza
"Endicott" - Kid Creole & the Coconuts
"Love and Mercy" - Brian Wilson
"Each and Every One" - Everything But The Girl
"All the Way" - Little Jimmy Scott
"Crazy" - Seal
"Fire Woman" - Cult
"Constant Craving" - K.D. Lang

Disco Dois:

"Teenage Kicks" - Undertones
"This Charming Man" - Smiths
"I Melt With You" - Modern English
"Moskow Diskow" - Telex
"(I'm) Stranded," - Saints
"Ca Plan Pour Moi" - Plastic Bertrand
"Top of the Pops" - Rezillos
"Nowhere Girl" - B-Movie
"Part of the Process" - Morcheeba
"Come Together (single)" - Primal Scream
"Beat Dis" - Bomb The Bass
"The Love Cats" - Cure
"The Killing Moon" - Echo & the Bunneymen
"Warm Leatherette" - The Normal
"Everyday Is Like Sunday" - Morrissey
"Never Never" - The Assembly
"Oblivious" - Aztec Camera
"Inside Out" - The Mighty Lemon Drops
"Soon" - My Bloody Valentine
"Leave Them All Behind" - Ride

Disco Três:

"Blitzkrieg Bop" - Ramones
"Alex Chilton" - The Replacements
"Come on Let's Go" - Paley Brothers and Ramones
"Aloha Steve & Danno / Theme From Hawaii Five-O" - Radio Birdman
"The Wagon" - Dinosaur Jr.
"Sonic Reducer" - Dead Boys
"White Horse" - Laid Back
"Blank Generation" - Richard Hell and the Voidoids
"I Want That Man" - Debbie Harry
"I'll Be Your Everything" - Tommy Page
"Summer Teeth" - Wilco
"World Class Fad" - Paul Westerberg
"Back on the Chain Gang" - Pretenders
"Give Back the Key to My Heart" - Uncle Tupelo
"Shake Some Action" - Flamin' Groovies
"Counting Backwards" - The Throwing Muses
"Boy" - Book Of Love
"Romeo Had Juliette" - Lou Reed
"O.G. Original Gangster" - Ice-T
"Jesus Built My Hotrod" - Ministry
"Burning Down the House" - Talking Heads

DVD:

"Pop Muzik" - M
"Rock'n'Roll High School" - Ramones
"Let's Go to Bed" - Cure
"A Little Respect" - Erasure
"Brass in Pocket" - Pretenders
"The Cutter" - Echo & the Bunnymen
"Bastards of Young" - Replacements
"She Sells Sanctuary" - Cult
"Once in a Lifetime" - Talking Heads
"Like a Prayer" - Madonna
"Enjoy the Silence" - Depeche Mode
"Feed the Tree" - Belly
"Drifting, Falling" - Ocean Blue
"Reach" - Martini Ranch
"Groovy Train" - The Farm
"Things Can Only Get Better" - D:Ream
"New York City Boy" - Pet Shop Boys
"In the Meantime" - Spacehog
"One Week" - Barenaked Ladies
"Come to Daddy" - Aphex Twin

Links relacionados:

- Entrevista de Seymour Stein à Rolling Stone

- "Seymour Stein" pelos Belle & Sebastian

Miauuuu


Meow Meow

"Cracked"

"The Killing Kind"

"Amplified Breathing Apparatus"

"Sick Fixation"

"Known Man"



Para comprar este disco na Amazon.

quarta-feira, Agosto 10, 2005

Ciência contra Romance



"Science vs. Romance", segundo os Rilo Kiley, de "Take Offs and Landings",

Comprem o disco aqui ou aqui.

Cuidado Com O Declive


"Off The Cliff", do disco "Pale As Milk", de Karl Larsson (membro dos Last Days Of April), disponível em Portugal.

Who´s Afraid of Lauren Ambrose?

The End



Depois de andarem a servir como banda suporte para espectáculos burlescos, começaram a editar discos. "How It Ends", é o terceiro dos norte-americanos Devotchka. Foi lançado em 2004.

"How It Ends" foi também integrado na banda sonora de "Everything Is Illuminated" (ver trailer com maior resolução), filme baseado no livro homónimo de Jonathan Safran Foer, realizado por Liev Schreibrer e com Elijah Wood no papel principal. Estreará em Setembro, nos E.U.A.

Temas pelos Devotchka: w it ends

"Such a Lovely thing"(de "How It Ends")

"Death by blonde"(de "Una Volta")
a
"Dark Eyes"(de "Supermelodrama")

"Venus in Furs" (de "Triple X Tango")

terça-feira, Agosto 09, 2005

Duran VD





Vai ser lançado um DVD, de um dos concertos em Londres, dos Duran Duran.

Sai, na Europa, a 31 de Outubro. Nos EUA sai uns dias antes, no dia 25.

Os temas no dvd ao vivo são:




(Reach Up For The) Sunrise
Hungry Like the Wolf
Is There Something I Should Know
Union Of The Snake
Come Undone
A View to a Kill
What Happens Tomorrow
The Chauffeur
Planet Earth
I Don't Want Your Love
New Religion
Ordinary World
Waiting For The Night Boat
Save a Prayer
Notorious
The Reflex
Careless Memories
Wild Boys
Girls On Film
Rio



Astronaut (2004)
Rio (1982)
Arena (1984)
Seven and The Ragged Tiger (1983)
The Wedding Album (1993)
Original Soundtrack (1985)
Astronaut (2004)
Rio (1982)
Duran Duran (1981)
Big Thing (1988)
Rio (1982)
The Wedding Album (1993)
Duran Duran (1981)
Rio (1982)
Notorious (1987)
Seven and The Ragged Tiger (1983)
Duran Duran (1981)
Arena (1984)
Duran Duran (1981)
Rio (1982)


Na edição de cd-áudio, o alinhamento será:

(Reach Up For The) Sunrise
Hungry Like The Wolf
Planet Earth
Ordinary World
Save A Prayer
Notorious
Careless Memories
Wild Boys
Girls On Film
Rio

Fonte: Duran Duran
Duran Duran - News

sexta-feira, Agosto 05, 2005

Uma Questão de Marca



Já é de 2004 mas ainda vale a pena conhecer "Want More" dos Trademark, principalmente se forem fãs de algumas sonoridades electrónicas tão características do que se designava como electro-pop nos anos oitenta. Os Trademark fizeram uma digressão com os Human League em 2003.


Temas de "Want More":

"Sine Love"

"Hold That Thought"

Casa Compra-se

Enquanto alguns artistas quase precisam de comprar casa em Portugal (como Ben Harper), há algumas bandas com considerável sucesso internacional que só passam por Portugal na terceira ou quarta visita à Ibéria...Os White Stripes já bateram esse recorde. Os Interpol para lá caminham.

Em Madrid:

Magic Numbers -> 29 de Setembro
Spoon -> 14 de Outubro
Bloc Party -> 18 de Novembro

Connecting People



No dia 11 e 12 de Novembro, os Bauhaus vão apresentar-se na mais recente sala nova-iorquina, Nokia Theatre, em pleno Times Square.







Foto: Howard Rozenberg




quinta-feira, Agosto 04, 2005

Amor (Muito) Fora do Prazo

Os LEVY amam-se com facilidade. Eles é que insistem em cantar sobre amor podre apesar de não especificarem se o encontraram nesse estado no meio da floresta. Houve ainda tempo para dar umas voltas na pista de dança, apesar de tudo.

Banda Sonora desta posta: "Rotten Love", "In The Woods" e "On The Dance Floor" tudo pelos Levy, do seu disco de estreia, "Rotten Love".

Quem Precisa de Flechas?


Com um Arco destes, quem precisa de flechas?

"All This World" de "Coming To Terms"


"Lie" de "Transparency"

O Diário de Byrne

Para os piquenos e piquenas que leem este blogas e acham que o êxito e o sucesso no mundo da música consegue-se apenas por mérito e bons costumes, vale a pena lerem o que David Byrne escreve no seu diário online, a 30 de Julho, sobre a indústria da música e como as bandas conseguem tocar nas rádios. Byrne dá um exemplo concreto sugerindo como os Talking Heads chegaram às playlists das grandes rádios americanas.

Ficam aqui dois extractos mas acho que devem ler tudo para compreenderem o contexto destes pedaços:

"[...]By the mid eighties, when Talking Heads had had some hit singles, the biggest of which was “Burning Down the House”, I got the news. “Burning Down The House” had some serious “indie” promotion money behind it. It got played on some college and other stations without financial prompting, but the jump to “commercial FM”, as I think it is called, was helped by cash and whatever else was used at the time — probably coke and women.

The band was in the midst of a tour, the one that was eventually filmed as Stop Making Sense. As we crisscrossed the continent (due to technical miscalculations this tour never really went to Europe) I could see that audiences were reacting more and more vociferously and positively to this relatively new song. How exciting! But as I began to hear rumors about the promo money being spent to help the song on radio all sorts of thoughts ran through my head.[...]"


"[...]In case some of you think this only applies to rap or mainstream pop or dance music or whatever you and your friends don’t listen to, think again. Alt rock, the symbol of “integrity” and “authenticity”, along with hip hop, is just as guilty of payola and promotion as the songs of Madonna and J.Lo. There’s a reason you think so-and-so is cool, and the reason has nothing to do with how good it actually is. There’s a reason writers write about certain artists, etc. etc. (The writers and magazines may not have been paid off, but the popularity of something makes it a valid subject, for example.)[...]"

O comentário de David Byrne surgiu após a leitura de um artigo no New York Times sobre o sistema da payola - pagar às rádios para passarem os temas. É uma espécie de mensalão que, pelos vistos, pode ser pago com diversos tipos de géneros.

quarta-feira, Agosto 03, 2005

Qual É O Seu Tipo?



Your Blogging Type is Logical and Principled
You like to voice your well thought out opinions on your blog.
And if someone doesn't like what you write, you really don't care!
Serious and blunt, sometimes people take your blog the wrong way.
But you're a true and loyal friend to those who truly get you.



Via Bombix

Propositadamente


Já que falei em Erika Foster, a propósito das Au Revoir Simone, será também gentil apresentar outra banda em que ela participa, os Dirty on Purpose, que são também de Brooklyn. O seu primeiro disco oficial, "Sleep Late For a Better Tomorrow", sairá a 6 de Setembro. "Mind Blindness" é um dos temas deste novo disco e no site da banda há também o vídeo para esta canção.

Os dois outros elementos das Au Revoir Simone participam nos 64 World´s Fair.

Simone Parte



Adeus Simone
, se tivessemos aquela mania espanhola e francófona de traduzirmos tudo, inclusivamente o nome das bandas, seria assim como designaríamos o trio de Brooklyn Au Revoir Simone.

Au Revoir Simone são Heather D´Angelo (voz, teclas e máquina de ritmos), Erika Foster (voz e teclas), e Annie Hart (voz e teclas) e têm apenas um disco, no Japão: "Verses of Comfort, Assurance and Salvation" (Rallye Record Label) e provam como coisas simples, como as suas canções, podem ser tão gentilmente belas. O disco pode ser adquirido directamente à banda.


Temas das Au Revoir Simone do disco editado no Japão:

"The Backyards..."

"Back In Time"

eu IPEX tu IPEX ela IPEX

IPEX é a mais avançada tecnologia. Garantido "or your money back".

Arquitectura Loura


Já têm diversas obras editadas. Eles são australianos apesar de se terem baptizado como Architecture in Helsinki. Penso que agradarão a fãs dos Belle & Sebastian, Arcade Fire e dos Rilo Kiley.

Podem ouvir diversos temas e saber mais sobre a banda no seu site oficial.

terça-feira, Agosto 02, 2005

as 52 canções mais deprimentes


Tom Reynolds deu-se ao trabalho de compilar 52 das canções mais deprimentes, para ele, é claro, e escrever sobre elas sem, ao que se saiba, tentar cometer suicídio, antes de finalizar o livro.

As ilustrações, entre capítulos temáticos, por Stacey Earley, são divertidíssimas.

Só Para Aderentes


Está reunido o

Math and Physics Club.

Os aderentes, entrem, por favor.


Quem quer aderir, tem aqui duas canções para ensaiar para o teste de admissão:

"Weekends Away"

"Movie Ending Romance"

Steven Soprano


Uma entrevista interessante, no NY Daily News, com Steven Van Zandt, que é mais conhecido pela sua personagem nos Sopranos do que pelos seus anos na E Street Band ao lado de Bruce Springsteen.

Van Zandt como Silvio Dante (Sopranos)

O Fim Dos Festivais?

Parece que a maioria dos americanos dava-se bem comigo. Eles preferem ver uma banda numa sala pequena do que num grande festival, onde os promotores, por razões económicas, têm que cativar o maior número de pessoas, o que implica certos compromissos na escolha das bandas contratadas, para que o grande patrocinador do evento não sinta que não valeu a pena o investimento que fez.

A ler:
"Smaller Rock Venues Are Doing Big Business" USA TODAY

Muy Contenta Con Mari

Se eu fosse filho do Dr. Pinto Balsemão, abria-lhe a "Única" e dizia-lhe:

"ò Papá, Golf está bem. O Ténis, também está bem, mas não acha que está na altura de evoluirmos e acompanharmos os tempos? Não acha que é altura de deixarmos de dar cobertura a eventos medievais como estes que na Única (do Expresso) tanto gostam? Faça lá um telefonema ao Mr. Night e aperte-lhe os calos."

Confesso que gosto muito da Única pela Pluma Caprichosa (da Clara Ferreira Alves), pela Crónica Feminina (da Inês Pedrosa), pela Lá Fora (da Cândida Pinto), pela Bomba Inteligente (da Carla Quevedo), mas, chegando ao Verão, as edições do grupo do Doutor Balsemão(com a excepção do Blitz - era só o que faltava mas também já não me supreendia), na sua maioria, dão sempre o seu ar de graça de simpatia pela "tradição".

Na edição de 30 de Julho da Única, a revista que acompanha o Expresso, tinhamos, na página 30, um artigo sobre as manas Tavares, as três melhores atletas nacionais no salto à vara, em que a página (não o título) foi baptizada de "Hegemonia". Na página 32, tinhamos uma trabalho sobre um jovem futebolista brasileiro, em que a página só podia ser chamada de "Estrela" pois o artigo era "O Drible do `Foquinha´". Na página 34, escrevia-se sobre Rodrigo Serra, um veterinário a fazer investigação sobre leões no Botswana e, claramente, a página teria que se chamar "Investigação". Na página 36, havia um artigo sobre Mari Paz Vega, uma pobre desgraçada que teve que deixar a sua pátria, Espanha, para ir fazer pela vida no México, Colômbia, e Venezuela. Isto porque, "pobrecita" de Mari Paz, no seu país, os homens são "muy" machistas e as mulheres ainda "mas"e por isso nunca conseguiu exercer plenamente a sua profissão como artista, corajosa, diga-se. Finalmente, a 3 de Julho, Mari Paz deixou de ser uma pobre infeliz espanhola a viver pelo estrangeiro e lá a aceitaram em Las Ventas (lindo nome). Com muita pena minha, não dizem quantos rabos, orelhas, e sei lá mais o que cortam, ao vivo e a cores, aos desgraçados dos touros (que tiveram a infelicidade de não nascerem gatos ou cães) que Mari cortou na sua alternativa em Madrid, nas tais Las Ventas.

Parece que Mari Paz agora já é uma mulher feliz, por, finalmente, ter licença para matar em Espanha, em vez de andar a matar, ao vivo e a cores, novilhos e bezerros lá para a América do Sul. Aliás, o Expresso não vacilou e fez questão de juntar ao artigo uma foto, em grande plano, de um touro com o dorso devidamente crucificado e farpas e lavado em sangue e, com Mari Paz, mostrando o que vale e com uma daquelas expressões belas que os toureiros desenham enquanto demonstramos seus dotes artísticos. E, já agora, que título teve esta página? "Maria"? "Machismo"? "Arte"? "Mal Temperado"? "Ecologia"? "Terapia da Violência"? Não, Senhores, não. O título da página é "CORAGEM" e o título do artigo é "A Consagração da Matadora". Olé!!!!

Já agora dou NOTA DEZ ao Prof. Marcelo por, nas "Escolhas de Marcelo", ter assinalado que os Reis de Espanha estiveram nos Açores e apenas foram acompanhados por duas fragatas da sua (nossa - não somos já uma região não-autónoma de Espanha?) marinha. As nossas fragatas estariam ocupadas a guradar os Meros das Selvagens, em vez de marcarem uma presença de soberania? No fundo, se essa fosse a razão, seria até mais nobre que andar a consumir combustível para transportar os fotógrafos da Hola!.

Os Reis parece que ficaram "muy contentos" com a tourada de cordas que (Carlos) César ofereceu a El Gran (Juan Carlos) César, Rey de Espana e Portugal. Muy bonito.

Colam-se Como Pastilhas

Estes dois temas de Bobby Baby, "Bobby" e "FlipFlop" (com a sua amiga Korro), colam-se à massa cinzenta como pastilha elástica. São fantásticos. Podiam ser dois singles de grande sucesso.

segunda-feira, Agosto 01, 2005

Are You Picking Up A Fite?

Tim Fite...

"The Hostage and the Thief"

You Don´t Know What To Do

You Don´t Know What To Dooooooooooooooo
You Don´t Know What To Sayyyyyyeeeeyyeey
You just Do What I Doooooooooo
Do do do de do
Do do do de do

Beatle-indie-mania

Na comemoração dos 40 anos de "Rubber Soul", alguma rapaziada do círculo independente norte-americano e alguma do circuito "gotta sell more records", reuniu-se para fazer um disco de versões.

Estou com alguma curiosidade para ouvir os Fiery Furnaces a tocarem "Norwegian Wood", Sufjan Stevens a interpretar "What Goes On" , Ben Kweller com "Wait" e, "last but not least", os Cowboy Junkies a darem o seu toque a "Run For Your Life". Os "Low" com "Nowhere Man" é que não era preciso.

A Joe O Que é de Joe

Jim Reeves cantou "He´ll Have To Go" e levou-o ao número 1 do top country, mas a autoria do tema é de Joe Allison em parceria com a sua (primeira) esposa, Audrey Allison.

Vídeo da Foto

O vídeo de "I Turn My Camera On" dos Spoon, finalmente.


Ainda, do site da Matador Records, os temas "Use It" e "Twin Cinema", que também é o título do novo disco que vai estar à venda a 23 de Agosto.